Flamengo recua e negociação com Robinho termina sem final feliz para cariocas

Clube diz que valores são altos demais e que continuará na busca por novos nomes

Sonho de grande parte da torcida do Flamengo e motivo de grande esforço por parte dos novos dirigentes do clube da Gávea, Robinho foi dado como carta fora do baralho do elenco rubro-negro, pelo menos por hora. O motivo da paralisação das tratativas? O alto valor que o atacante pede para retornar ao futebol brasileiro, estimado em R$ 1 milhão.

Veja também:
- Acompanhe as notícias do futebol brasileiro no Yahoo! Esporte Interativo
- Negociação com Dátolo avança
- Para presidir Fla, Luxemburgo já projeta aposentadoria

Nesta semana, o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, veio cuidar pessoalmente do retorno do ex-santista ao futebol brasileiro, bem como de seu companheiro de time, Alexandre Pato. Como parte das conversas, ontem (24) ocorreu uma reunião entre o mandatário do Milan e o presidente eleito do Mais Querido, Eduardo de Mello.

Neste encontro, o milanista deixou claro as condições financeiras que o acerto entre brasileiros e italianos exigia, com altas cifras. Com esta desistência do Flamengo, abre-se espaço para que o Santos, outro interessado no futebol de Robinho, possa enfim ter um caminho livre e sem a forte concorrência que aparentemente o Flamengo causava aos paulistas.

Foi divulgado um comunicado oficial pelos gestores do clube carioca, nesta quarta pela noite (25), explicando os motivos pelos quais não há mais a possibilidade de contar com o tão sonhado reforço. Confira abaixo:

''Tendo em vista as notícias publicadas a respeito de um possível interesse da nova diretoria do Clube de Regatas do Flamengo em contratar o jogador Robinho, informamos:

1) No ultimo dia 24 o futuro VP de futebol Wallim Vasconcellos juntamente com o futuro VP de relações externas Flávio Godinho se reuniu com o senhor Adriano Galliani, representante do Milan, com objetivo de buscar informações sobre as condições desejadas pelo clube para possibilitar a transferencia do jogador.

2) Em virtude do valor solicitado para realização do negocio, achamos por bem, neste momento, não seguir adiante nas negociações para contratação do jogador.

3) Continuamos trabalhando fortemente para reforçar o elenco do futebol. Assim que tivermos notícias mais concretas, informaremos para toda a nação rubro-negra.''