Última vez que o Flamengo marcou quatro gols no Vasco tinha sido em 2000

Petkovic marcou dois; Adriano e Edílson completaram o placar

O 4 a 2 rubro-negro sobre o Vasco não valeu apenas pela grande atuação do atacante Rafinha. Com a vitória desta quinta-feira, o Rubro-negro conseguiu quebrar tabu que já durava 13 anos.

Veja também:
- Pelaipe, sobre Mattheus: 'Se não mudar, vai ficar treinando o ano inteiro'
- No jogo da afirmação, Flamengo escancara carências do Vasco e leva a melhor
- Flamengo está invicto há 13 partidas

Em 27 de outubro de 2000, o Mais Querido superou o arquirrival por 4 a 0. De lá para cá, foram 49 clássicos sem que o time da Gávea fosse capaz de marcar mais de três gols na meta vascaína.

Aquela partida, aliás, é um show de saudades para o torcedor do Flamengo. Além das recordações de um chocolate no Clássico dos Milhões, o clube escalou um onze recheado de jogadores que ficaram na lembrança da Nação.

No gol, estava o ídolo Júlio César. A dupla de zaga era formada por Juan e Gamarra. E na frente Petkovic municiava Adriano e Edílson. A trinca, por sinal, foi a responsável pelos gols, dois deles do sérvio. No banco, o Velho Lobo Zagallo estreava no Campeonato Brasileiro.

No lado vascaíno, outros grandes jogadores. Comandado por Romário, o grupo de São Januário tinha Juninho, Viola e Pedrinho.

Confira a ficha técnica da partida:

Flamengo 4 x 0 Vasco
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Data: 27/10/2000
Árbitro: Léo Feldman

Flamengo: Júlio César, Maurinho, Juan, Gamarra e Athirson; Leandro Ávila, Jorginho (Alex) e Petkovic (Alessandro); Edílson e Adriano (Roma). T.: Zagallo.

Vasco da Gama: Hélton, Júnior Baiano, Odvan (Jorginho), Henrique e Jorginho Paulista; Clébson, Juninho Paulista, Paulo Miranda e Juninho Pernambucano; Romário e Viola (Pedrinho). T.: Oswaldo de Oliveira.

Gols: Petkovic aos 28 minutos do primeiro tempo; Adriano aos 8, Petkovic aos 18 e Edílson aos 41 minutos do segundo tempo.