'Se o Grêmio quer ganhar a Libertadores, precisa de reforços', afirma Renato Portaluppi

Técnico gremista não confirma permanência para 2014, mas já opina sobre a próxima temporada do Tricolor

Apesar de não confirmar sua permanência, Renato Portaluppi já opina sobre a próxima temporada do Grêmio. Após a vitória sobre o Goiás, o clube gaúcho garantiu sua participação na Libertadores de 2014 e vai precisar de reforços, segundo o atual treinador.

Veja também:
-Grêmio vence o Goiás e garante classificação para a Libertadores
-Jornal crava saída de Renato Gaúcho do Grêmio em 2014
-Jogadores comemoram classificação e superação do Grêmio no Brasileiro

"Não chegamos àquilo (no nível) que eu acreditava. É muito bom trabalhar com esse grupo do Grêmio. Eu nunca tive nenhum problema com nenhum jogador. Nem quando tirei o Elano e o Zé Roberto. Mas se o Grêmio quer ganhar a Libertadores, precisa de reforços. Esse também é o pensamento do presidente. Quando entra numa Libertadores, quando pensa em ganhar, tem que pensar grande. Falaram que o Grêmio vai fazer um grupo com 3 milhões. Como você faz um grupo para disputar a Libertadores com 3 milhões? Só se quiser ser eliminado na primeira fase, que não é o pensamento do presidente", declarou.

O treinador destacou que, com a vaga à Libertadores garantida, passará a negociar a possível renovação para o ano que vem.

"Agora a gente vai sentar e ver se tem acordo. O torcedor quer time, quer conquistas. Aí é com a diretoria, com o presidente, ver até que ponto o Grêmio pode chegar. Não vou tapar o sol com a peneira, precisamos de reforços. Para que o Grêmio possa entrar na Libertadores pensando em ganhar, não simplesmente pensando em disputar. O presidente tem esse pensamento", afirmou.

Antes de encerrar a temporada, o Grêmio encara a Portuguesa em São Paulo no próximo domingo. Para garantir o vice-campeonato brasileiro e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores, basta um empate ou que o Atlético-PR não vença.