Mesmo em crise, Casillas vota em Mourinho em prêmio de melhor treinador do mundo

Parece que Casillas sabe separar a razão da emoção. Mesmo em um momento de tensão com o técnico José Mourinho, por conta de sua barração no Real Madrid, o goleiro votou no português para melhor treinador do mundo da Fifa.

Além do seu treinador, o goleiro da seleção espanhola também causou supresa ao votar em Sergio Ramos como o melhor jogador de 2012, na frente do também companheiro Cristiano Ronaldo.

No domingo passado, o goleiro foi novamente barrado por Mourinho no jogo contra a Real Sociedad. A ação causou descontentamento do jogador e da torcida, que não poupou vaias ao comandante. No entanto, ele acabou entrando na partida por conta da expulsão de Adán com apenas cinco minutos de jogo. No fim, o Real venceu por 4 a 3.

A polêmica entre o jogador e o treinador merengue começou em fevereiro do ano passado. O então capitão não gosta da tensão imposta pelo comandante no elenco, principalmente no clássico contra o Barcelona. A tensão aumentou com a primeira barração do atleta na partida contra o Málaga, no fim do ano passado.