Lutador morre nos EUA após luta de MMA

O norte-americano Dustin Jenson foi declarado morto no dia 24 de maio, aos 26 anos, após participação em uma luta amadora de MMA, em 18 de maio. O evento em que ele se apresentou foi a edição 74 do Ring Wars, que foi realizado no estado de Dakota do Sul, nos EUA, onde não há uma entidade reguladora do esporte. As informações são do jornal da cidade de Rapid City, onde o combate aconteceu.

A madrasta do atleta, Violet Schieman, falou que ele passava bem após a luta, a 5ª na carreira, que foi encerrada após Jenson desistir em virtude de um estrangulamento conhecido como triângulo, aplicado pelo compatriota Hayden Hensrud. Ele ainda assistiu dois combates do evento, antes de sofrer uma convulsão e ser encaminhado a um hospital. A causa do óbito foi um aneurisma cerebral, mas não se sabe o que causou essa lesão. Os médicos analisaram o confronto pelo qual ele passou e não viram nada aparente no duelo que possa ser apontado como o motivo para ele falecer.

Foi a terceira morte nos EUA de um lutador após participação em uma luta de MMA. Michael Kirkham tinha 30 anos quando faleceu após estrear no esporte no estado da Carolina do Sul, em 2010. Sam Vasquez morreu aos 35 anos e sua terceira luta profissional, realizada no estado do Texas, em 2007.