Chris Weidman provoca: “Podia dar tapinhas na cara do Anderson"

Em entrevista, Chris Weidman demonstrou estar de alma lavada após ter derrotado Anderson Silva e se mostra confiante para próximo encontro

Ao que parece, após vencer Anderson Silva e conquistar o título dos médios do UFC, o maior sentimento presente na mente do americano foi de alma lavada. Incomodado com a postura de Anderson ao longo do combate, o wrestler vem atacando de maneira insistente o ex-campeão nas semanas posteriores ao show. Em entrevista à Rede Globo, o novo soberano da promoção de Dana White contou novos detalhes sobre o histórico encontro.

Quer ficar bem informado sobre o que acontece no mundo do MMA? Acesse o MMASpace

“Eu também podia derrubá-lo e ficar dando tapinhas na cara dele para mostrar o quanto eu sou melhor no chão, mas não é o meu estilo. Ali o sentimento era de mostrar que ele não deveria fazer aquilo com ninguém. Foi o que eu fiz. O botei em seu lugar. Eu sabia que ele ia fazer isso, ia tentar me intimidar, bagunçar minha cabeça, mas passou do limite. Faltou respeito. Não me cumprimentou antes da luta. O jeito que ele se comportou. Acho que todo mundo, até quem estava assistindo à luta, queria dar um soco nele”.

Veja também:
Anderson Silva revela: “A ficha só caiu quando ergueram o braço do Weidman
Renan Barão desabafa: “Me considero o campeão”
Brasileiro do UFC afirma que merece ser demitido se perder próxima luta

Falando sobre a revanche agendada para o dia 28 de dezembro, Weidman garante que o resultado será o mesmo, independente da postura adotada por Anderson.

“Muita gente diz que será diferente, que o Anderson Silva vai voltar bravo. Eu já mostrei que posso ganhar. Mostrei que um cara quase desconhecido pode vencer o maior da história. Eu vou fazer tudo como da primeira vez. Continuarei sendo o cara que cumprimenta antes da luta”.