Chelsea segura pressão, elimina o Barça e está na final da Liga dos Campeões

Redação Central, 24 abr (EFE).- Foi no sufoco, mas o Chelsea conseguiu conter a força do ataque do Barcelona, empatou em 2 a 2 no estádio Camp Nou e, beneficiado pelo critério de gols fora de casa, se classificou nesta terça-feira para a final da Liga dos Campeões.

Derrotado por 1 a 0 no jogo de ida, em Londres, o time espanhol precisava vencer por dois gols de diferença ou devolver o placar para levar o confronto para a prorrogação.

Contudo, os ingleses se defenderam de todas as formas e se colocaram na segunda decisão de 'Champions' de sua história, quatro anos depois de ter sido vice-campeão para o Manchester United. O adversário da final, marcada para 19 de maio, na Allianz Arena, será decidido nesta quarta, entre Real Madrid e Bayern de Munique, que na ida levou a melhor: 2 a 1.

O Barça marcou o primeiro aos 35 minutos do primeiro tempo. Após a cobrança de escanteio de Fàbregas, Daniel Alves tocou para o meio até Cuenca. Com o goleiro Cech já vendido na jogada, o jovem atacante apenas empurrou para a rede.

Logo na sequência, o time da casa ficou com um homem a mais. Em lance isolado e sem bola, o zagueiro Terry acertou uma joelhada em Alexis Sánchez e recebeu o cartão vermelho.

Com um a mais, a equipe catalã conseguiu fazer 2 a 0, resultado que a classificaria. A bola foi de pé em pé no ataque até chegar a Messi, que tocou para Iniesta. Livre nas costas da zaga, o meia tocou na saída de Cech e ampliou, aos 43 minutos.

Mas não houve muito tempo para a torcida comemorar. Aos 45, Ramires partiu livre pela direita, percebeu Valdés andiatado e o encobriu com um lindo toque, fazendo o tão importante gol como visitante.

O terceiro do Barcelona poderia ter saído aos dois minutos da etapa final, quando Drogba, tentando ajudar a zaga, derrubou Fàbregas dentro da área. No entanto, Messi carimbou o travessão ao cobrar o pênalti.

Nos acréscimos, depois que os anfitriões já haviam tido gol anulado e mandado bola na trave, Fernando Torres foi lançado no contra-ataque e, sem marcação, driblou Valdés e completou para o gol vazio, empatando o jogo. EFE