Blog do Teo José
  • Adriano 2

    Na semana passada conversei com vocês sobre Adriano. Disse que o jogador pensava em parar definitivamente. Não encerrei a carreira dele, isto quem vai fazer é o próprio. No mesmo dia sua assessoria disse que ele teria algumas propostas e iria analisá-las para voltar. Nesta semana surgem especulações de que ele teria possibilidades no Guarani, Santos e até Galatassaray.

    Adriano está totalmente fora de forma, não tem feito exercícios diários e nem fisioterapia todos os dias. Ele vive momentos que sua posição de futuro se alterna. Tem dia que fica longe da academia e pensa em parar, algumas vezes que se exercita fala em jogar. O certo é que uma volta só poderia acontecer com meses de trabalho. O jogador não sabe o que quer e pode sim resolver abandonar a carreira sem ao menos tentar uma volta.

    Outro detalhe, não tem nenhuma proposta oficial. Alguns empresários procuraram pessoas próximas a ele e estas pessoas tentam fazê-lo jogar. Hoje Adriano vive uma vida, que está longe de ser um

    Saiba mais »de Adriano 2
  • Uma fase meia boca

    Sim, foi apenas um jogo. O Palmeiras perdeu no Pacaembu para Penapolense -estreante neste ano no Campeonato Paulista da série A. Só que juntando tudo, não é apenas uma partida isolada. É mais uma prova que muita coisa precisa ser mudada no Verdão.

    O grupo de jogadores é ainda mais deficiente do que o do ano passado [no rebaixamento]. Tenho a impressão também que não falam a mesma língua. Vejo no treinador a distancia de ser a pessoa ideal para a reformulação geral. Tanto de pessoas como de postura e, até, esquema de jogo.

    A torcida se pegou ontem durante e depois do jogo. O que é bem a cara deste momento. Sei que uma nova diretoria acabou de assumir, mas se as coisas não começarem mudar [já], as dificuldades e a pressão serão bem maiores. O Palmeiras precisa de mudanças profundas. Não só de gente e, sim, de filosofia.

  • Os pneus da Fórmula 1

    A Pirelli fez nesta semana o lançamento dos seus pneus para temporada 2013 da Fórmula 1. Não muda nada, apenas as marcas de cores, para identificar cada tipo. Segundo os engenheiros da fábrica, a duração continuará sendo uma das variantes desta temporada, como foi no ano passado. Fala-se em pelo menos duas paradas a cada prova e em algumas pistas poderemos ter três ou até quatro.

    Gosto de corridas cheias de alternativas, e também gosto de um equilíbrio maior, mas acho que ficar esperando este equilíbrio apenas pela escolha dos pneus, pela durabilidade, não é muito bacana, parece artificial demais.

    Sei que o poder econômico é um empecilho para a competitividade, uma vez que quem investe mais, anda mais rápido, mas o dinheiro dá sim velocidade para um carro nas competições de automobilismo. Por isso precisa-se em pensar em algo mais sólido e duradouro.

    Ainda sobre os pneus gostei do que disse o Nigel Mansell outro dia: “Faria uma mudança e não limitaria os jogos de pneus nos

    Saiba mais »de Os pneus da Fórmula 1
  • Adriano, perto do fim

    No Rio de Janeiro, principalmente pelos lados da praia da Barra, Adriano ainda é assunto nos quiosques ou no futevôlei. Às vezes até aparece. Agora, um pouco menos. É presença constante na Vila Cruzeiro, local onde viveu e ainda tem muitos amigos e parentes. E pode ser ali que vai iniciar um novo futuro.

    As pessoas mais próximas afirmam que dificilmente ele voltará a jogar. Está bem acima do peso, faz poucos exercícios e da sua boca ultimamente tem saído expressões como: “pra mim não dá mais” .

    Além disto, as últimas conversas são de uma negociação imobiliária. O jogador, ou ex, teria comprado um terreno com vários barracos e casas na Vila Cruzeiro e tem um projeto de locar tudo e construir sua nova moradia. Um imóvel enorme e até com um campo de futebol. Vamos dizer: o castelo do imperador.

    Pelos últimos movimentos parece que agora vai ser mais difícil ter um reinado nos campos de futebol profissional. Ao que tudo indica, de forma oficial, está bem próximo o fim de sua carreira. Que

    Saiba mais »de Adriano, perto do fim
  • Palavras do Dorival Júnior

    Na edição de hoje do Jornal O Globo tem uma longa entrevista com Dorival Júnior. Ele fala da fase atual do Flamengo, que planeja e já coloca em prática um trabalho de longo prazo de recuperação e do momento do futebol brasileiro. O repórter Carlos Eduardo Mansur conseguiu tirar boas palavras do técnico. Aqui coloco algumas partes bem interessantes.

    O Fla mudou

    ¨Agora se prioriza a administração do clube. Vão dar o passo certíssimo. O Flamengo tem potencial para estar nos grandes times do mundo. E o clube já conseguiu alguns reforços sem gastar. Pode esperar que vai dar resultado.”

    Meta de resultados

    “O imediatismo brasileiro apaga tudo. É um ano de transição. Só que grandes trabalhos são iniciados com dificuldades, mas mostramos claramente uma realidade e deixamos uma estrutura melhor. No Brasil o técnico que planta trabalho muitas vezes não chega no momento da conquista. Eu vivo o momento.”

    Formação de jogadores no Brasil

    “Nunca fomos grandes formadores no Brasil. Sempre

    Saiba mais »de Palavras do Dorival Júnior
  • Santos continua contando com Robinho

    A primeira tentativa do Santos foi frustrada, mas a diretoria ainda não desistiu de Robinho. Existe um movimento no clube para ser colocado em prática um projeto para captação de recursos. A ideia é conseguir até julho a quantia para ser paga ao Milan e também garantia de salários do jogador. Robinho pode até baixar sua pedida, mas a diferença nestas últimas negociações era muito grande.

    O jogador já deixou claro sua vontade voltar para o Brasil e dá preferência ao Santos. Diria que o otimismo das duas parte é bem grande. Na nova filosofia do Milan, de apostar nos mais jovens e em maior numero de italiano, Robinho já não é mais imprescindível.

  • Situação do Vasco preocupa e muito

    O Vasco terminou 2012 com muitas dívidas e vários jogadores entrando na justiça para conseguir a liberação, já que tinham salários e outros direitos trabalhistas atrasados. Perdeu parte de suas grandes estrelas e ainda corre o risco de ficar sem o bom zagueiro Dedé. Além disto, não tem dinheiro para pagar as inúmeras contas atrasadas e muito menos para contratar. A diretoria tem se enfraquecido, com algumas boas cabeças deixando o barco.

    O presidente Roberto me parece acuado, não bota muito a cara para fora e dá poucas explicações. Nem precisaria, porque o torcedor quer é um clube organizado e com um time nas tradições do Vasco. Só que não vê nenhuma das duas coisas.

    O que me deixou assustado neste fim de semana foi ver o estado do gramado de São Januário, depois de mais de um mês de férias, voltou pior do que era. Será que está faltando dinheiro para até cuidar do campo? Ou realmente é falta de interesse. Não sei o motivo, seja qual for é mais uma pedrinha nesta péssima

    Saiba mais »de Situação do Vasco preocupa e muito
  • Poucos peregrinos

    No passado os grandes objetivos dos jovens pilotos do kart brasileiro eram Fórmula 1 e Indy, nesta sequência. Hoje vejo pouca gente realmente se atirando em busca do sonho. Sim, faltam categorias escolas por aqui. O garoto ou jovem sai do kartismo e se quer andar de Fórmula precisa sair do país. Aí entra o lado dinheiro. A exposição destas categorias é pequena por aqui, temos algo um pouco melhor na GP2. O resto que tem TV passa em horários alternativos, nem sempre interessantes e canais dois das TVs pagas.

    Claro que a trajetória é complicada, claro que a CBA tem culpa enorme neste panorama, mas é claro também que faltam mais promotores sérios e empreendedores no nosso automobilismo, tem muita gente querendo faturar de forma fácil e rápida. Conto em uma mão, aqueles com visão e pensamento em um futuro grandioso. Tem muito promotor que já quer ganhar e muito no primeiro ano. Entra com a cabeça no lucro e não em fazer uma categoria sólida e com algo mais de legado.

    Os

    Saiba mais »de Poucos peregrinos
  • Música, esporte e boa ação na Inglaterra. Muito show!

    Em 15 de abril de 1989 jogavam Liverpool e Nottingham Forest, em Hillsborough. Uma confusão no meio da torcida ocasionou uma das maiores tragédias do futebol, com 96 pessoas morreram. Na época toda culpa foi colocada nos torcedores, agora existe uma nova investigação, com dados, que podem implicar os organizadores do jogo e policiais, que teriam tomado atitudes, sem se preocupar com a violência e mesmo lotação do estádio. O fato não é este.

    Resolvi tocar no assunto, porque no fim do ano passado foi divulgada a música He Ain't Heavy, He's My Brother” (Ele não é um fardo, é meu irmão), Por um grupo de pessoas, encabeçadas por Paul McCartney. Todo dinheiro da venda será doado para as famílias das vitimas. No grupo estão também: Robbie Williams, a ex-Spice Girl Melanie C, o ex-técnico do Liverpool Kenny Dalglish, o comediante John Bishop , Gerry Marsden, personalidade de TV na Inglaterra, além de

    Rebecca Ferguson, Frankie Goes To Hollywood's, Holly Johnson, The Zuton, Dave McCabe and Gerry

    Saiba mais »de Música, esporte e boa ação na Inglaterra. Muito show!
  • Esqueceram a base

    Os times da série A do Brasil nunca faturaram tanto como agora. O dinheiro vem dos direitos de TV, patrocínio, material esportivo e por aí vai. Com os cofres mais cheios, mesmo com a maioria tendo administração ainda longe do profissionalismo ideal, o mercado de contratação está aquecido. Hoje não tem tanta diferença financeira jogar e ganhar aqui ou na Europa. Devemos comemorar, apesar de já ter dito neste espaço que tem time que está enfiando o pé na jaca e o planejamento financeiro deixado de lado.

    Ok. O ponto maior não é este. Fico me perguntando sobre os investimentos nas categorias de base e aproveitamento dos jogadores. Pegamos por base o Corinthians, o time com maior destaque em 2012 e também o que fez a maior contratação. Este mesmo Corinthians foi campeão da Taça São Paulo, em janeiro passado. Quantos jogadores efetivamente aproveitou no ano, dos 11 garotos titulares campeões? Nenhum.

    Marquinhos, mesmo jovem, com 18 anos, é para mim um dos maiores zagueiros da

    Saiba mais »de Esqueceram a base

Paginação

(705 artigos)