Casca Grossa

[Colisão] Anderson Silva x Pelé Landi: a velha/nova rivalidade tem fundamento?

[Colisão] É a nova seção do Casca-Grossa. Um assunto, duas opiniões distintas. É fácil. Leia os dois, concorde com um deles e opine também se quiser!

Anderson SilvaAssunto da semana: Em tom nada político, José Landi-Jons, o Pelé, não gostou nada do jeito que foi citado na biografia de Anderson Silva. Segundo consta no livro, antes da dupla treinar junto na tradicional academia ChuteBoxe, Pelé passou com a picape que dirigia em cima de uma poça d'água e molhou Anderson e a filha de propósito.

**Siga o Blog no Twitter:@cascagrossablog
***CURTA o Casca-Grossa no Facebook!

Além disso, o Spider disse que fizeram dois combates nas regras de muay thai e que o rival o venceu 'roubado' ambas as vezes.

Em entrevista em vídeo ao Portal do Vale-Tudo, Pelé contestou as afirmações. O atleta de 38 anos chamou Anderson de 'frouxo' e 'mentiroso', imitou a voz fina e desafiou o ex-companheiro para resolver as diferenças em luta. E agora? Tem fundamento?

Fala mesmo, Pelé!

Fernando Arbex (@arbex13)
Repórter/Redator de MMA do Yahoo!

Landi (27 vitórias e 14 derrotas na carreira) é um lendário lutador que se destacou nos anos 1990, época em que o esporte era marginalizado. Especialista em muay thai, ainda está na ativa e atua em eventos medianos.

Pelé LandiOs triunfos mais significativos foram os dois conquistados sobre Jorge Patino, o Macaco, muito comemorados por conta da rivalidade de sua arte-marcial com o jiu-jitsu. Ele também derrotou os norte-americanos Pat Miletich e Matt Hughes, que posteriormente se tornariam campeões do UFC.

Ele era considerado o melhor da ChuteBoxe, e o destaque conquistado abriu portas para outros atletas como Wand, Ninja, o próprio Anderson e Shogun. Porém, enquanto os colegas se destacaram no Japão e nos EUA, Landi não manteve o ritmo de vitórias e hoje, em um momento de popularização do esporte no Brasil, não tem o devido reconhecimento.

Landi retrucou todas as acusações de Anderson e o ofende. A pergunta que fica é: por que Spider, hoje renomado, precisa expor feridas do passado? Nesta polêmica, é a palavra dele contra a de Pelé, que, roubado ou não, o venceu duas vezes em lutas de muay
thai. O veterano não tem nada a perder, por isso respondeu a afirmações que questionavam sua honra. Assim, a credibilidade do campeão fica totalmente abalada.

A tal da 'casquinha?'

Fernando Zanchetta (@cascagrossablog)

Anderson Silva segue como bola da vez no mundo do MMA. Reina em comerciais de televisão e na fama solidificada nos últimos dois anos. Mesmo blindado por assessorias, jamais estará livre de rusgas do passado, como atleta ou pessoa.

Pelé Landi merece respeito. Desbravador do esporte, com vitórias significativas em outros tempos, mesmo sem nunca atuar pelo UFC. Agressivo ao extremo dentro dos ringues e bonachão do lado de fora, agora se abriga na nostalgia para se impor e atestar o modo de vida como lutador.

Distante dos holofotes há algum tempo, Pelé tem todo direito de ficar revoltado com a polêmica citada na biografia. Mas hoje em dia, desafiar Anderson virou praticamente senso comum. E tentar furar a espessa mística que envolve campeão muitas vezes pode ser interpretado como algo para tirar a famosa 'casquinha'.

Não sei se vem ao caso. Desafiar o melhor do mundo e unanimidade no maior circuito de MMA do planeta publicamente também requer peito. E Pelé teve. Mas, infelizmente, vai precisar de provas mais concretas para convencer a todos que ainda pode pegar a fila.