Posts do blog de Radamés Lattari

  • “Programa do Radamés”, a realização de um sonho

    Bernardinho e Luxemburgo são os convidados de estreia do Programa do RadamésBernardinho e Luxemburgo são os convidados de estreia do Programa do Radamés

    Amigos, estou vivendo um momento de muita alegria: estou realizando o sonho de ter o meu próprio programa!

    Há pouco mais de 3 anos fui convidado para participar de um programa no Esporte Interativo, uma semana depois recebi o convite para comentar um jogo de vôlei, e pouco tempo depois me tornei o comentarista de volei da emissora!

    Participei de Superligas, Grand prix, Liga Mundial e outros eventos relacionados com o vôlei, como o programa Tie Break Unilever. Em 2012, fiz parte da espetacular equipe que fez a cobertura para o canal das Olimpíadas de Londres.

    Quem conhece os integrantes do canal se apaixona rapidamente, pois o comprometimento de todos em prol da emissora é fantástico. O grupo de dirigentes da emissora, embora jovem, é experiente, competente e determinado, e a maioria dos seus funcionarios são jovens que têm uma imensa vontade de crescer.

    Me sinto um pouco pai de grande parte deste grupo, mas eles não sabem que a sua juventude e determinação me fazem sentir-me jovem de

    Saiba mais »de “Programa do Radamés”, a realização de um sonho
  • Missão cumprida: Brasil 3×0 Itália

    Brasil comemorando mais uma vitóriaBrasil comemorando mais uma vitória

    O importante era vencer, e de preferência por 3 x 0, para fazer os 3 pontos e melhorar o saldo de sets. Jogamos bem, como sempre no 1º e no 3º set, e fomos displicentes durante grande parte do 2º set. Situação normal para uma equipe que vem participando de uma maratona de jogos e viagens. Veja aqui como foi a vitória do Brasil!

    Encontramos tanta facilidade no inicio do jogo que perdemos a concentração para o set seguinte, mas conseguimos reagir no fim da segunda parcial, a tempo de vence-lo. O último set foi muito fácil.

    Thaisa foi o grande destaque brasileiro. Zé Roberto escalou a Sheila pela primeira vez como titular e ainda deu espaço para todas as jogadoras que começaram no banco. Todas corresponderam bem: Adenizia, Claudinha, Priscila , Monique e Michele demonstraram que estão em forma.

    O Grand Prix caminha para que tudo se decida na última rodada, na partida entre Brasil x China, como previu o André Henning. As duas equipes que estão invictas nesta fase final.

    È lógico que tanto

    Saiba mais »de Missão cumprida: Brasil 3×0 Itália
  • O jogo era difícil, mas o Brasil venceu bem e assumiu a liderança

    Brasil vence Japão e assume liderança da fase final do Grand PrixBrasil vence Japão e assume liderança da fase final do Grand Prix

    Amigos do Blog, posso afirmar, por experiência própria, vencer o Japão dentro de casa nunca é fácil! Não importa a diferença técnica entre as equipes. As japonesas, empurradas pela sua fanática torcida, que as incentiva por toda a partida, crescem muito jogando em casa. Como é uma equipe com um estilo de jogo diferente, sempre nos dá muito trabalho. Se quiser ver os melhores momentos da partida clique aqui.

    Era dificil repetir a atuação que fizemos na véspera contra as americanas, uma partida quase perfeita, mas, mesmo assim, tivemos uma ótima partida. O resultado de 3 x 0 foi muito importante, porque nos deu 3 pontos e a liderança isolada da competição.

    Para jogar contra o Japão, temos que nos adaptar ao jogo veloz e o tempo de bola diferente, tradição das asiaticas. Conseguimos ter paciência, mesmo em desvantagem no inicio dos dois sets iniciais, aos poucos aumentamos a nossa agressividade principalmente no saque e colocamos as japonesas em dificuldades.

    Na metade do 1º set, Zé

    Saiba mais »de O jogo era difícil, mas o Brasil venceu bem e assumiu a liderança
  • Pintou o campeão no Grand Prix

    Seleção brasileira é a grande favorita ao títuloSeleção brasileira é a grande favorita ao título

    Antes de iniciar o Grand Prix, escrevi aqui no Blog e disse no Canal Esporte Interativo: o Brasil é o meu favorito e eu aposto na conquista do titulo do Grand Prix 2013.

    LEIA TAMBÉM
    Evandro e Vitor Felipe vencem de virada e conquistam Grand Slam de Berlim
    Giba quer voltar a jogar em alto nível
    Brasil vence a seleção holandesa no Grand Prix

    O Brasil  foi o país que conseguiu manter o maior número de jogadoras titulares após os Jogos de Londres, em 2012, e com isso partiu na frente dos demais adversários neste novo ciclo olímpico.

    Contamos com seis das sete titulares do ouro olímpico, perdemos a Jaqueline e incluimos a Gabi, grande promessa ou realidade do nosso voleibol.

    Nesta partida de estreia contra as temidas americanas, as nossas meninas deram um show, uma aula, não tomaram conhecimento das americanas, que ficaram totalmente desorientadas em quadra. A nossa superioridade era tanta que inclusive o Kiraly (técnico dos EUA) me pareceu perdido a frente da equipe.

    Técnica e táticamente

    Saiba mais »de Pintou o campeão no Grand Prix
  • No masculino vitória apertada e no feminino derrota inesperada

    Seleção masculina vence sulamericano, enquanto as mulheres caem diante da BulgáriaSeleção masculina vence sulamericano, enquanto as mulheres caem diante da Bulgária

    Neste fim de semana tivemos jogos das duas seleções, a masculina participou e venceu o Sulamericano disputado em Cabo Frio, Rio de Janeiro. Entre as mulheres, tivemos o 2° fim de semana do Grand Prix.

    LEIA TAMBÉM
    Com Thaisa inspirada, Brasil se recupera no Grand Prix e vence Porto Rico
    Talita e Taiana conquistaram o quinto título da temporada
    Evandro e Vitor Felipe vencem de virada e conquistam Grand Slam de Berlim

    O Brasil até hoje venceu todos os sulamericanos masculinos em que participou, mas a pressão é sempre grande. Se jogarmos competições de turno e returno venceremos sempre, mas quando a competição é decidida em jogo único tudo pode acontecer. Os argentinos jogam sem nenhuma responsabilidade, pois somos nós os grandes favoritos, e temos toda a obrigação de vitória.

    A Argentina vem realizando um ótimo trabalho na base. No momento vamos continuar vencendo, mas devemos nos preocupar principalmente depois de 2016. Precisamos voltar a trabalhar bem na base, pois tenho visto que

    Saiba mais »de No masculino vitória apertada e no feminino derrota inesperada
  • Começamos muito bem com três grandes vitórias no Grand Prix

    Seleção brasileira continua invicta em 2013 (Foto: Divulgação FIVB)Seleção brasileira continua invicta em 2013 (Foto: Divulgação FIVB)

    O Brasil começou de forma espetacular neste início do Grand Prix 2013, com três vitórias em três jogos, contra adversários de tradição no vôlei.

    LEIA TAMBÉM
    Larissa, medalhista olímpica, e Lili se casam em praia de Forlaleza
    Fabíola pede dispensa da Seleção para próximas etapas do Grand Prix
    Brasil supera as americanas e segue invicto no Grand Prix

    No início da partida de estreia, a seleção pagou devido a emoção de diversas jogadoras que praticamente estreavam como titulares em uma competição oficial.

    Depois do nervosismo do primeiro set, a equipe se soltou e venceu com autoridade os três sets seguintes conquistando três pontos importantes para a classificação final.

    A equipe polonesa optou por escalar duas opostas, sacrificando o passe, tentando melhorar no ataque e bloqueio. A equipe brasileira começou a colocar pressão no saque e conseguiu dominar a partida.

    No Brasil, todas as atletas atuaram bem do segundo set em diante, mesmo assim destaco a Juciely no bloqueio e a Fernanda Garay e

    Saiba mais »de Começamos muito bem com três grandes vitórias no Grand Prix
  • No Grand Prix, eu aposto no Brasil!

    Acredito que subiremos no alto do pódio mais uma vezAcredito que subiremos no alto do pódio mais uma vez

    Amigos, vai começar o Grand Prix de 2013, é a competição de voleibol feminino equivalente a Liga Mundial. Normalmente, esta disputa era feita com 12 participantes, este ano teremos 20 paises participando do evento.

    Salvo em raras ocasiões, como o deste ano, o Grand Prix era disputado quase sempre em paises asiáticos. Em 1996 uma fase foi disputada em Belo Horizonte e em 2012 em São Paulo, e este ano a disputa começa em Campinas.

    Quase todos os paises aproveitam o final de um ciclo olímpico para iniciar os seus trabalhos visando a Olimpiada no Rio 2016. Algumas das principais estrelas pedem descanso e muitas jovens são lançadas ,por este motivo vejo uma competição muito equilibrada. Mesmo assim considero o Brasil, bicampeão olimpico, favorito a conquista do titulo, e explico o motivo:

    Zé Roberto, aniversariante da semana, optou por dar um merecido descanso a algumas das nossas principais jogadoras no inicio desta temporada e deu chances a jovens atletas ao participar de 2 torneios

    Saiba mais »de No Grand Prix, eu aposto no Brasil!
  • Brasil evoluindo no masculino! Boa geração vindo ai no feminino

    Brasil e França fizeram dois jogos equilibrados. O duelo ficou empatado em 1x1Brasil e França fizeram dois jogos equilibrados. O duelo ficou empatado em 1x1

    Amigos do Blog, eu estou a trabalho passando um período fora do Brasil, espero retornar em breve a saudade é grande, mas com a tecnologia dos dias de hoje, consegui assistir aos jogos do Brasil contra a França pela Liga Mundial e a partida semifinal do Mundial sub-20 feminino, entre Brasil x China.

    LEIA TAMBÉM:
    Veja uma galeria com momentos marcantes do capitão Bruninho!
    Sheilla comemorou 30 anos dia 1º de julho. Clique aqui e veja fotos da bicampeã olímpica

    Se percebe, claramente, que a equipe brasileira ainda está em fase de treinamento. Apresentamos altos e baixos durante as duas partidas contra a França. Não gosto do time frances, mas como eles tem um estilo de jogo parecido com o nosso sempre nos dão trabalho. Tecnicamente, os jogos foram fracos. O nosso time não conseguiu se manter concentrado por muito tempo nos 2 jogos. Nesta fase, as vezes é melhor para o grupo jogar fora de casa, porque tem menos "obaoba".

    Acho que a seleção está no caminho certo. A renovação no masculino não

    Saiba mais »de Brasil evoluindo no masculino! Boa geração vindo ai no feminino
  • Estou otimista para este novo ciclo olímpico!

    Seleção feminina campeã do torneio de Montreux!Seleção feminina campeã do torneio de Montreux!

    Amigos, vejo com muito otimismo o futuro do vôlei brasileiro visando Rio 2016.

    Bernardinho e Zé Roberto começaram este novo ciclo com pensamentos e objetivos muito parecidos. Ao mesclar alguns veteranos com jovens, os 2 demonstram estar no caminho correto para obter bons resultados.

    Zé Roberto tem um elenco mais numeroso e isto possibilitou para que fosse dado um período de descanso para algumas das principais atletas do vôlei feminino. Ao mesmo tempo, proporcionou ao treinador dar um pouco mais de experiência para jogadoras jovens que jogaram bem na última Superliga (como a jovem Ellen) e outras mais veteranas de seleção (Juciely e Adenizia), mas que atuaram pouco, por estarem na reserva.

    Este trabalho no feminino, na minha opinião, é possível porque, ao contrário do masculino, existe uma quantidade com qualidade de jovens jogadoras. Ao contrário do volei masculino, onde a única revelação foi o Lucarelli.

    No torneio de Montreux, Zé Roberto já colocou em prática este inicio de

    Saiba mais »de Estou otimista para este novo ciclo olímpico!
  • Bruninho é a melhor escolha!

    Bruninho, o novo capitão! Decisão acertada

    Conheço o Bruninho desde o dia do seu nascimento! Vi crescendo e sempre foi um fanático pelo esporte. Desde pequeno quando jogava contra o pai, ele queria vencer sempre e toda vez que suspeitava que Bernardo perdia propositadamente se irritava e voltava andando sozinho para casa.

    LEIA TAMBÉM:
    Veja quem são os melhores levantadores do mundo!
    Giba "A escolha por Bruninho é um cala boca para todo mundo"
    Novo calendário da Superliga é aprovado!

    Depois, se apaixonou pelo Badminton! Isso mesmo. E, acreditem, foi uma ótima promessa deste esporte até retornar ao vôlei.

    Sempre brinquei, mas torcia de verdade para que ele herdasse a determinação e a leitura de jogo do seu pai e o talento da sua mãe Vera Mossa. Os mais jovens não a viram jogando. Ela, aos 15 anos, integrou a seleção brasileira na Olimpíada de Moscou em 80.

    Vera era uma jogadora igual ao Dante. Um talento e uma facilidade para jogar impressionante, mas eu, exigente, digo que se os dois tivessem se dedicado um pouquinho mais teriam

    Saiba mais »de Bruninho é a melhor escolha!

Paginação

(65 artigos)

Últimos vídeos

Autores de blog / Perfis

Colaboradores regulares:

Radamés Lattari